Pós-tratamento oncológico: a importância de uma visão multidisciplinar

Por Dra. Tathiana Parmigiano, ginecologista.

Acolher uma mulher em consulta médica sempre exige um olhar sobre suas diferentes questões. Vida pessoal, familiar e profissional podem sempre repercutir sobre sua saúde.

Por vezes, isso exige um cuidado que envolve mais que um profissional.

mulher seio pós-tratamento oncológico autoexame feel

Na paciente oncológica soma-se a especificidade do momento e a necessidade de tratá-la em todas essas perspectivas. Nesse sentido, a equipe multidisciplinar, quando possível, faz-se de extrema importância.

 Psicólogo, nutricionista, médicos e educador físico são alguns dos profissionais que podem estar envolvidos no cuidado das mesmas antes, durante e após seu tratamento. Cada uma dessas especialidades poderá proporcionar benefícios, gerando cuidado e acolhimento. Hábitos saudáveis, como nutrição, exercício e saúde mental, são determinantes no sucesso do tratamento em si.

 Além disso, a multidisciplinaridade se torna ainda mais relevante na interdisciplinaridade. A troca de informações entre os profissionais envolvidos fará com que essa mulher tenha sucesso, físico e mental, durante o tratamento.

 Esses profissionais, junto ao apoio familiar, é o que melhor caracteriza a “rede de apoio” necessária para que ela tenha qualidade de vida durante o tratamento e esteja positiva e receptiva para manter suas atividades habituais após o mesmo.

 

Alerta sobre câncer de mama e como fazer o autoexame

Outubro tem a proposta de lembrarmos do cuidado feminino com a prevenção do câncer de mama. Diante da importância da doença no risco de mortalidade entre mulheres, sem dúvidas devemos ressaltar esse cuidado.

Importante lembrarmos, entretanto, que o autoexame não faz diagnóstico precoce de câncer de mama!!  Seu verdadeiro propósito é que a mulher “conheça sua mama” e esteja atenta à rotina correta de exames para sua idade.

 Apesar de muito preconizado, a detecção do câncer pelo autoexame ocorre em estágios avançados e ele não substitui a rotina médica com a solicitação de mamografia anual para mulheres acima de 40 anos, mesmo sem nenhum caso de mama na família.

O exame pode ser solicitado antes dos 40 anos se houver história familiar de câncer de mama – principalmente entre parentes de 1º grau (mãe, irmã e filha).

 

 Logo, “conheça sua mama”! Tenha esse cuidado periodicamente.

 1. Posicione-se em frente ao espelho inicialmente parada:

- seus mamilos estão alinhados? Estão parecidos? (a retração deve ser um sinal de alerta)

- a pele de suas mamas aparece retraída ou abaulada em algum lugar específico?

 

2. Agora, ainda em frente ao espelho, movimente seus braços ao lado do seu corpo

- mais uma vez: percebe a pele de suas mamas retraída ou abaulada?

 

3.  Coloque o braço atrás da cabeça e palpe todo o contorno da sua outra mama (faça isso dos dois lados) – lembre-se que a mama vai muito além da região da aréola e do mamilo, chegando até bem próxima da axila

- não tenha pressa

- use a polpa e não a ponta dos dedos

 

4. Saiba que a saída espontânea de líquido pelo mamilo também deve ser um sinal de alerta para procurar seu médico.

- Nem todo líquido e nem todo nódulo são sinais de câncer! Mesmo assim, isso deve ser sempre avaliado

produtos feel lubrificante óleo multifuncional

✔️ Produto adicionado com sucesso.